Category

Turismo

Category

Turismo ecológico: dicas de viagens para curtir a natureza em Natal

O turismo ecológico, ou ecoturismo, foi definido pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) como aquele que usa de forma sustentável o patrimônio natural e cultural para incentivar a conservação e promover o bem-estar da população. O Brasil, com todas as belezas naturais, tem um potencial enorme nessa área, ainda está em processo de expansão.

Além da importância na preservação ambiental, o turismo ecológico oferece ótimas opções de passeios com a família. Não há melhor maneira de ampliar a consciência ambiental e ainda se divertir! Por isso, vamos conferir aqui os melhores passeios para curtir a natureza em Natal!

Arvorismo em Pipa

O arvorismo, também conhecido como arborismo ou verticália, é a passagem da copa de uma árvore a outra. A travessia pode ser feita de várias maneiras, de passarelas a tirolesas. Para quem gosta de sentir o coração bater mais rápido enquanto aprecia a natureza, é uma ótima pedida!

Em Pipa, apenas 85 km de distância de Natal, há 10 estações voltadas para a atividade. Elas apresentam diversos tipos de passagens sobre um trecho onde a Mata Atlântica ainda resiste e, de algumas, ainda é possível ver a maravilhosa Praia da Pipa do alto.

Mergulho em alto-mar em Natal

O mergulho em alto-mar é uma atividade não muito explorada, mas trata-se de uma chance perfeita de observar as belezas escondidas sob as ondas. A prática pede o uso de um equipamento especial e não deve ser feita sem um profissional, principalmente para iniciantes, mas vale todo o esforço.

Em Natal, os pontos de mergulho são longe da costa, mas oferecem opções tanto para iniciantes, como o Arabaianinha, com 15 metros de profundidade, quanto para os mais experientes, como a Laje da Criminosa, com 45 metros.

Parapente na Via Costeira

O parapente é semelhante ao paraquedas, pois também é uma modalidade de voo livre com uma estrutura flexível. Nesse caso, o parapentista pode decolar do solo e tem mais controle sobre o voo. Ele pode usar correntes de ar para aumentar a distância percorrida e o tempo da prática.

Na Via Costeira, além dos vários hotéis, há diversos profissionais e agências localizados na região do Parque das Dunas especializados na atividade. O passeio permite ver vários pontos turísticos de Natal, como o próprio Parque e o Morro do Careca por uma nova perspectiva: de cima!

Kitesurf em São Miguel do Gostoso

Kitesurf é um esporte que utiliza uma pipa (também chamada de kite pelos praticantes) e uma prancha para surfar para controlar o trajeto e ser içado pela pipa. É uma modalidade bem recente, mas em rápida expansão no Brasil e no mundo.

São Miguel do Gostoso, localizada a 110 km ao norte de Natal, se tornou a meca para os praticantes do esporte devido à combinação de ventos fortes e praias quase desertas de águas mornas. Três escolas oferecem aulas para iniciantes no local, então, mesmo sem nunca ter tentado, você ainda pode aproveitar!

Turismo ecológico nas Dunas de Genipabu

A Praia de Genipabu, localizada no litoral norte a 25 km da capital, é conhecida por ser uma praia entre dunas, no meio de uma área de preservação ecológica. Com isso, oferece várias opções de passeios diferentes.

Além dos imperdíveis bugues, há a opção de realizar passeios de dromedário, bem adaptados às areias da região. A praia com as maiores dunas do Brasil também oferece opções de “skibunda”, para divertir as crianças, e “aerobunda” para aqueles em busca de um pouco mais de adrenalina.

Natal oferece várias opções de turismo ecológico para agradar todos os gostos e idades. De esportes radicais a passeios mais tranquilos, você encontra tudo a apenas um pulo de distância do seu hotel.

Ficou interessado? Então, entre em contato conosco e conheça nossos serviços e acomodações!

O que você precisa saber sobre o aeroporto de Natal

Destino turístico consolidado, a cidade de Natal foi uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. Esse evento foi o estopim para a inauguração do novo aeroporto de Natal: o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves.

Inaugurado oficialmente no dia 9 de junho de 2014, ele alterou um pouco a dinâmica das viagens para Natal. Por isso, vale a pena conferir como planejar uma viagem chegando por esse aeroporto. É isso que veremos neste post! Confira!

História

As primeiras desapropriações no terreno que viria a ser o Aeroporto de Natal começaram em 1996. A intenção de criar um aeroporto para o Rio Grande do Norte surgiu da necessidade de separar a aviação civil da militar. Isso se deve ao fato de o antigo aeroporto estar localizado junto à Base Aérea de Natal, no município do maior cajueiro do mundo, Parnamirim.

Apesar disso, as obras das pistas de pouso só começaram em 2009 e continuam se arrastando, até que em 2011 sua conclusão é incluída nos planos para a Copa do Mundo de 2014. Também nesse ano é publicado o edital para a concessão do aeroporto. Só a partir desse ponto o ritmo se acelera.

O consórcio Inframérica foi o vencedor do leilão e recebeu a concessão por 25 anos. Assim o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves se torna o primeiro aeroporto construído e administrado pela iniciativa privada no Brasil, sem participação da Infraero. O período do contrato já foi estendido para 28 anos, de um máximo de 30.

Curiosidades

Além da ligação com a Copa, há muitos outros fatos interessantes sobre o Aeroporto de Natal. Já foi eleito várias vezes como o melhor de sua categoria, de até 5 milhões de passageiros/ano. A Pesquisa de Satisfação do Passageiro é realizada pela Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério dos Transportes a cada três meses. Na última realizada, ele estava em segundo lugar, tendo sido ultrapassado pelo de Vitória.

Não são apenas os passageiros que saem satisfeitos do aeroporto. A Inframérica recebeu, em abril de 2018, o selo de ótima empresa para se trabalhar, concedido pela consultoria Great Place to Work. Com isso, entra para o ranking internacional de companhias mais bem avaliadas pela consultoria.

Finalmente, o Terminal de Cargas Brasil, a parte designada a voos de carga do complexo, é a maior exportadora do Nordeste, exportando mais de 5.800 toneladas de cargas ao ano. Desse total, pescados e frutas são quase tudo. Isso porque ele é o mais próximo tanto da África quanto da Europa.

Localização e capacidade

O novo Aeroporto de Natal está localizado no município de São Gonçalo do Amarante, a cerca de 30 quilômetros dos resorts da Via Costeira. A estimativa da ANAC era de que o consórcio teria que investir cerca de R$ 650 milhões para operar e construir os terminais.

A previsão de movimento de passageiros no terminal era de 3 milhões de passageiros em 2014. Com o investimento, era esperado que recebesse 4,7 milhões de pessoas em 2020 e cerca de 7,9 milhões em 2030.

Entretanto, aeroporto foi entregue com 7 meses de antecedência, já com capacidade para atender 6 milhões de pessoas e um estacionamento com capacidade para 1.500 veículos. De acordo com o site da Infraero, as expectativas atualizadas são de 11 milhões ao ano em 2038.

Hoje, o Aluízio Alves oferece voos para os principais aeroportos brasileiros pelas companhias Avianca, Azul, Gol e Latam, assim como voos diretos para Lisboa pela TAP Portugal e para Buenos Aires, pela Gol. Mas há planos para expansão, ainda mais devido a sua posição geográfica privilegiada.

Translado

Por melhor que seja o aeroporto, ele é apenas um local de passagem. Existem várias formas de se deslocar do aeroporto até o Centro de Natal ou até a Via Costeira. As mais comuns são táxi, Uber, van, ônibus e carro. Confira como funciona cada uma para escolher a que se adequada melhor para a sua viagem.

Carro

Três trajetos são possíveis para quem sai do aeroporto de Natal em direção às áreas turísticas, levando entre 50 e 90 minutos, em média. Existem 5 empresas que oferecem aluguel de carros atuando no momento na localidade. As diárias variam de R$ 60 por um caro econômico à cerca de R$ 250 por uma pick-up.

Táxi

Um táxi para a Via Costeira custa cerca de R$ 100, para até 4 passageiros. Você pode optar por contratar o serviço com a Coopcon (Cooperativa dos Condutores de São Gonçalo do Amarante), que atende os passageiros do aeroporto. Também pode ir até a área de desembarque e pegar um táxi pelo taxímetro.

Uber

O Uber opera em Natal desde 2016, e os usuários do serviço podem ir do aeroporto até a Via Costeira por cerca de R$ 60 pelo UberX ou R$ 80 pelo Uber Select. Para isso, devem se dirigir à saída do desembarque para encontrar com o motorista.

Van

Ainda é possível contratar uma van para ir do aeroporto até a Via Costeira. Nesse caso, a saída das vans é coordenada para acontecer logo após a chegada dos voos. Não é necessário fazer reserva, e o valor do translado é de cerca de R$ 30 por pessoa.

Ônibus

De hora em hora, a linha R da empresa Trampolim da Vitória atende os passageiros que desembarcam no aeroporto de Natal. O ônibus vai até o Shopping Midway Mall — de lá, é necessário pegar outro ônibus ou um táxi para chegar à Via Costeira.

Para usar o transporte público da cidade, baixe o app Cittamobi e confira as linhas e previsões em tempo real sobre os horários dos próximos ônibus.

Então, se você pretende conhecer Natal, basta escolher a sua forma de translado entre o aeroporto e o seu destino — considerando que o ônibus e o táxi no taxímetro, em geral, são opções menos seguras, ainda mais se você está viajando com a família.

Se você pretende alugar um veículo, seja na alta ou na baixa temporada, é importante reservá-lo com antecedência. Lembre-se de conferir quais são os termos da locação e o que é coberto pelo seguro. Evite possíveis problemas para poder aproveitar ao máximo sua estadia na cidade.

O custo-benefício vai depender do número de pessoas com quem você planeja viajar. Se você for sozinho, a van pode ser a melhor opção. Se você vai acompanhado por uma ou mais pessoas, o Uber ou o táxi podem sair mais baratos.

Possibilidades

Natal é considerada um polo gastronômico e uma das cidades mais ensolaradas do país, com cerca de 300 dias de sol por ano. O sol e a temperatura média de 26 graus contribuem para que as praias, natureza e dunas de Natal sejam apreciadas pelos 2 milhões de turistas que visitam a cidade anualmente.

O Aeroporto de Natal é apenas o ponto de chegada na sua viagem e, como vimos, não poderia deixar uma melhor impressão. Um dos melhores do Brasil, até seus funcionários saem dali satisfeitos.

Se você chegou aqui porque está pensando em viajar para Natal, assine nossa newsletter! Assim você vai receber, direto na sua caixa de e-mail, todas as informações para fazer uma viagem inesquecível!

10 expressões de Natal para você usar no seu vocabulário!

A capital potiguar oferece lugares paradisíacos e também um vocabulário próprio. Antes de viajar para a cidade, é bom saber que existem expressões de Natal que vale a pena entender. Além de tornar sua experiência ainda mais enriquecedora, facilitará sua comunicação local.

Para compreender o jeitinho particular de falar dos moradores natalenses, preparamos este post. Aqui você confere 10 exemplos de expressões de um povo cativante e receptivo!

1. Avia

Essa palavra significa um aviso para que a pessoa se apresse para vir. Uma forma de expressão equivalente a “ande logo”, “chegue rápido”.

2. Resenha

Esse termo é sinônimo de saída e programa. Também expressa contar uma novidade, conversar, soltar uma fofoca e falar algo engraçado. Com o mesmo significado, tem a expressão “rasga aí”, que quer dizer contar tudo para uma pessoa.

3. De rocha

Sabe quando em uma conversa, você e a outra pessoa tem a mesma opinião sobre o assunto? Então, a maneira de dizer isso em Natal é “de rocha”, ou seja, concordar com alguém.

4. Tem pareia não

Sempre quando vê algo inusitado, muito bom ou raro, os natalenses logo dizem “tem pareia não”. É importante aprender essa expressão, pois é bem provável que você ouça ao conhecer as praias da região.

5. Massa

Em muitos locais do Brasil a palavra “massa” é amplamente utilizada. Na maioria das vezes é para distinguir um tipo específico de comida, como pizza, macarrão, bolo ou pão. Já em Natal, o vocábulo quer dizer que algo, alguma pessoa ou situação é muito bacana ou legal.

6. Malhar

Ao ouvir pela cidade alguém dizer que está “malhado”, não pense que o sujeito frequenta academia. Por lá, a expressão “malhar” se refere a caçoar, zombar, expor a pessoa ao ridículo.

7. Bexiga

Apesar de ser o nome de órgão do corpo humano ou balões cheios de ar em festas, para os natalenses, é outra coisa. A palavra bexiga traduz uma ideia de espanto ou admiração. É como se dissesse “caramba”, “diabos” ou “raios”. Veja alguns exemplos:

  • “Eita bexiga, você caiu feio!”
  • “Tá com a bexiga.”
  • “Que bexiga é isso?”

8. Tampa

Ao fazer amizade com algum natalense e começar chamar você de tampa, pode ficar feliz. É  um elogio feito às pessoas que são inteligentes ou especialistas em algo!

9. Rebola

Não pense que rebola seja para dançar ao som de uma música. Na verdade, por lá, a palavra significa “jogar fora”. Então, quando for jogar algo na lixeira, pode dizer que “rebolou na lixeira”.

10. Cheiro

Por último, selecionamos o termo “cheiro” para explicar o significado. Apesar, de parecer óbvio, a palavra em si quer dizer outra coisa. Na verdade, refere-se a beijo, ou seja, dar um beijo em alguém.

Por fim, esperamos que tenha gostado da lista de expressões de Natal que descrevemos no texto. Desejamos também que use as palavras em seus diversos passeios pela cidade, para aproveitar ao máximo a diversidade cultural da região.

Agora que já conferiu alguns exemplos de expressões de Natal, que tal compartilhar o post em suas redes sociais? Certamente seus amigos gostarão de aprender sobre o assunto!

5 dicas para aproveitar a estadia ao máximo em um hotel

A viagem é aquele momento de visitar lugares bonitos, se divertir, conhecer culturas novas, realizar sonhos e relaxar. Enfim, é a oportunidade de recarregar o estoque de felicidade!

Certamente, viajar melhora o humor e a saúde. No entanto, para que todos os benefícios provenientes de uma viagem sejam garantidos, é necessário fazer um bom planejamento.

Nesse sentido, é necessário escolher e pesquisar previamente a hospedagem para curtir todos os momentos ao máximo. Pensando nisso, este post apresentará dicas de como aproveitar a estadia, curtir todas as atrações do hotel e garantir o sucesso da viagem.

Vamos lá?

1. Faça a reserva com antecedência

Se viajar é um momento para descansar, já pensou chegar ao tão sonhado destino e descobrir que não tem nenhum hotel para se hospedar? Pois é, evitar essa dor de cabeça é o primeiro passo para não perder tempo e aproveitar a estadia ao máximo!

Reservar um hotel com antecedência otimiza seu tempo, além de criar possibilidades de encontrar as melhores hospedagens e/ou os preços adequados. Existem muitos sites especializados em reservas de hotéis que facilitam a pesquisa e a comparação.

2. Saiba o que pretende contratar

Outra dica muito importante é saber exatamente o que será contratado no momento da reserva. Aspectos como café da manhã, serviço de camareira e horários de check-in e check-out devem ser considerados.

O café da manhã é a refeição mais importante do dia; nesse sentido, a hospedagem em um hotel não será completa sem ela. Por isso, é importante verificar se está inclusa.

Outro aspecto relevante é o serviço de limpeza disponibilizado pelo hotel, pois a organização do ambiente no qual você permanecerá é essencial para o descanso.

Fique atento ainda aos horários disponibilizados de check-in e check-out, pois alguns atrasos podem acarretar acréscimos na diária.

3. Conheça os serviços do hotel

Conhecer previamente os serviços oferecidos pelo hotel também garante o bom aproveitamento da estadia, levando em consideração se a viagem é feita só, a dois ou em família.

Algumas comodidades oferecidas pelos hotéis — que, a princípio, até parecem irrelevantes a uma viagem — podem fazer muita falta durante a estadia e causar alguns transtornos.

Serviços como transfer, estacionamento privativo, restaurante, recepção 24 horas, internet e TV, entre tantos outros, podem fazer muita diferença.

4. Fique atento às possíveis atrações do hotel

As atrações que os hotéis oferecem podem ser um grande diferencial para quem deseja aproveitar a estadia ao máximo.

Algumas hospedagens são recheadas de atrativos que atendem a todos os gostos, como piscinas, academias, sala de jogos, shows, baby room e quadras, entre muitas outras possibilidades.

Isso é cada vez mais importante, pois nos momentos em que o turista não desfruta das opções turísticas oferecidas na cidade, ainda pode aproveitar o hotel.

5. Privilegie a localização

Escolher uma hospedagem distante de todas as atrações turísticas do destino dificulta a mobilidade e aumenta os transtornos referentes a planejamento, tempo e dinheiro.

Nesse sentido, opte sempre por hospedagens próximas aos locais que quer conhecer para que sua viagem seja mais cômoda.

Detalhes fazem toda a diferença na hora de planejar uma viagem e escolher um hotel. Para aproveitar a estadia e não arruinar esse tão sonhado momento, siga essas dicas e curta ao máximo.

Gostou das nossas dicas? Então entre em contato conosco e descubra como podemos deixar seus dias em Natal ainda melhores!

Afinal, o que avaliar na hora de pesquisar um hotel pela internet?

A rede mundial de computadores trouxe uma série de vantagens para os viajantes, como a praticidade e a comodidade no momento de fazer o planejamento da viagem. Hoje em dia, é possível comprar as passagens aéreas e reservar o hotel pela internet, tudo isso com apenas poucos cliques.

Mas, será que você sabe, realmente, escolher uma boa hospedagem? Apesar das facilidades trazidas pela internet no momento de reservar um hotel, é preciso ficar atento e realizar pesquisas antes de se decidir para se certificar da qualidade do local e não ficar decepcionado.

Pensando nisso, listamos algumas dicas para você não cair em roubadas que poderiam arruinar a sua viagem. Continue com a leitura e aproveite nossas informações!

Verifique a localização

A localização da hospedagem é um fator muito importante na hora de decidir em qual lugar se hospedar. Para isso, é preciso analisar as suas preferências: você prefere um hotel próximo do centro, para ter mais opções de transporte, ou no interior, para não lidar com a rotina estressante da cidade grande?

Se você pretende sair à noite, por exemplo, o ideal é procurar por hotéis próximos a bares e eventos badalados. E se estiver sem carro, opte por estabelecimentos próximos a pontos de ônibus ou de táxi.

Alguns sites costumam informar a localização e a distância entre os principais pontos turísticos e restaurantes do seu destino. Portanto, fique atento a todas as suas necessidades durante a viagem e analise qual é a melhor região para você se hospedar.

Veja como é o local no Google Maps

Uma boa ideia é jogar o nome do hotel no site do Google e utilizar as funcionalidades oferecidas pela plataforma, como ver os pontos turísticos mais próximos, tempo de deslocamento, distância que será percorrida, meios de transporte disponíveis para a rota etc. Essa também é uma boa maneira de verificar se a região é tranquila e oferece segurança.

Leia as recomendações dos viajantes

É importante pesquisar as avaliações de pessoas que se hospedaram recentemente no hotel que você quer fazer a sua reserva. As opiniões sinceras dadas por quem teve uma experiência real e já passou pelo local tem um peso alto no momento da tomada de decisão.

Existem várias plataformas de turismo que oferecem esse serviço, disponibilizando um espaço para que os viajantes avaliem o estabelecimento e deixem sua nota e comentário sobre as impressões que tiveram sobre o hotel.

Fique atento ao conferir as fotos

Antes de se decidir pela reserva, olhe todas as fotos do hotel — desde a recepção e os quartos até a área comum — evitando decepções no futuro. Ainda assim, fique atento, pois nem sempre as fotos disponibilizadas no site correspondem com a situação real do estabelecimento.

Sendo assim, uma dica é procurar por fotos tiradas pelos próprios hóspedes do hotel. Isso porque esse tipo de fotografia costuma mostrar a realidade do local, sem efeitos, filtros ou ângulos estratégicos.

Leve em conta o seu orçamento

Antes de começar a procura do hotel pela internet, tenha em mente o quanto você pretende gastar por diária e leve em conta o custo-benefício que o estabelecimento proporciona. Afinal, se você quer economizar, não faz sentido procurar por hotéis luxuosos, não é mesmo?

Os sites que trabalham com reserva de hotel pela internet dispõem de vários filtros, nos quais você pode pesquisar pelo preço e comodidades oferecida como, ar-condicionado, wi-fi, academia de ginástica, localização, boas avaliações etc. Sendo assim, cabe a você escolher aquele que se ajusta melhor ao seu orçamento.

Escolher um hotel pela internet pode ser uma tarefa simples, mas requer cautela. Por isso, antes de sair reservando qualquer coisa só pelas fotos incríveis que viu no site, procure informações sobre o estabelecimento e veja se ele corresponde às suas expectativas. Tomando esses cuidados, você desfrutará de uma viagem prazerosa e terá um lugar confortável para relaxar no final do dia.

Quer reservar um hotel pela internet, mas não sabe qual escolher? Somos um hotel em Natal, situado à beira-mar com inúmeras opções de entretenimento e para relaxar. Entre em contato conosco e confira nossa disponibilidade para a sua data!

Parrachos de Maracajaú: conheça esse paraíso

Viajar é sempre a melhor alternativa para recarregar as energias, não é? Os lugares para se conhecer são muitos, mas sua próxima visita deve ser aos Parrachos de Maracajaú!

Famosos por serem um dos muitos cartões-postais do Rio Grande do Norte, eles formam piscinas naturais cristalinas adequadas para o mergulho que se formam durante a maré baixa. O local é considerado parte do Caribe brasileiro, pois suas águas são claras e contêm peixinhos coloridos e lindos corais.

A fim de ajudar em seu roteiro de viagem, preparamos este post. Aqui você conhecerá todos os detalhes desse local e descobrirá como aproveitar tudo de bom que ele tem a oferecer. Confira!

Onde fica

As piscinas naturais ficam a uma distância de 7 km da praia de Maracajaú, na cidade de Maxaranguape – RN. A distância da capital é de cerca de 50 quilômetros.

Como chegar

Saindo de Natal, a melhor alternativa é ir de carro pela BR-101, no sentido litoral norte. Se desejar, é possível contratar o serviço de um bugueiro. Dessa forma, você poderá apreciar melhor o caminho e as paisagens, além de poder fazer paradas durante o trajeto. Caso prefira, contrate uma agência de turismo e vá em excursão, por meio de um ônibus ou uma minivan.

Da praia até os Parrachos, você tem a opção de contratar, com agendamento prévio, um dos dois serviços oferecidos:

  • lancha, que leva cerca de 15 minutos;
  • catamarã, que leva cerca de 40 minutos.

O que fazer

Apenas o fato de estar nos Parrachos de Maracajaú já é suficientemente relaxante e compensador. No entanto, além de apenas curtir as piscinas, a prática do mergulho é muito popular entre os turistas e isso não é por acaso!

A área de mergulho fica em uma reserva ambiental. Por isso, a recomendação é não tocar nos corais ou pegar em algum animal. O fornecimento de materiais para o passeio depende da empresa contratada. Entre os principais instrumentos oferecidos estão:

  • coletes;
  • snorkel;
  • máscaras que cobrem o rosto todo;
  • roupas de mergulho;
  • cilindro para imersão;
  • ensaios fotográficos.

Além do mergulho, na cidade de Maxaranguape, os visitantes podem se divertir com passeios de quadriciclo. O passeio do General também é muito procurado. Ele consiste em andar em um caminhão aberto pela praia da região.

Quando viajar

As piscinas naturais se formam pela influência das luas cheia e nova. Por isso, para escolher a data de seu passeio é importante prestar atenção na tábua das marés. Prefira, também, os dias de tempo ensolarado para apreciar com abundância a vida marinha do local e a beleza das águas cristalinas.

Como todo atrativo turístico paradisíaco, os Parrachos de Maracajaú ficam mais cheios durante a alta temporada. No entanto, o local apresenta uma boa infraestrutura que consegue atender tranquilamente à demanda de turistas.

Onde comer

Na mesma localidade do passeio, é possível encontrar duas opções de restaurante. Um deles se chama Restaurante Evolution, enquanto o outro fica dentro do Parrachos Praia Clube. Em ambos existem variedades de petiscos e refeições.

Onde ficar

Em relação ao local para hospedagem, a dica é escolher um hotel da Via Costeira em Natal. Isso porque na capital existem muitas outras alternativas de lazer, pois um dia é suficiente para curtir todas as belezas das piscinas naturais!

Esperamos que você se divirta montando seu roteiro para Parrachos de Maracajaú com a ajuda de nossas dicas! Não se esqueça de que um planejamento de viagem é crucial para que tudo flua com tranquilidade e você, de fato, aproveite o passeio.

Agora que você já conhece as piscinas naturais de Parrachos de Maracajaú, que tal ler também sobre a praia de Ponta Negra, cartão-postal de Natal?

Ecoturismo em Natal: saiba como curtir a natureza

Viajar para o Nordeste não é sinônimo só de belíssimas praias, comida farta e cultura variada. Quem visita a terrinha, tem motivo de sobra para se divertir. Os que buscam mais adrenalina, por exemplo, podem encontrar um prato cheio em cidades da região mais bonita do Brasil.

Se você pretende visitar o Nordeste e quer adicionar uma pitada de aventura em seu roteiro, não pode deixar de conferir atividades imperdíveis na capital potiguar. Por isso, separamos dicas incríveis sobre ecoturismo em Natal, um dos lugares mais propícios para a prática de esportes.

Quer conhecer um pouco mais? Espia só as dicas que separamos e comece a montar o seu roteiro. Vamos simbora?

Conheça algumas atividades de ecoturismo em Natal

Por entre praias  paradisíacas, canaviais a perder de vista, dunas gigantescas e lagoas cristalinas, seu passeio por Natal pode ir muito além de alguns dias de descanso e relaxamento. Veja, abaixo, o que preparamos para sua viagem ficar ainda mais emocionante.

Pratique arvorismo e tirolesa em Pipa

A Praia da Pipa é uma das mais badaladas da capital do Rio Grande do Norte. Além da paisagem única e de suas águas claras, esse paraíso é um destino perfeito de ecoturismo em Natal.

A nossa dica fica para a prática de arvorismo e tirolesa, em que você poderá passear entre as copas das árvores e, depois, descer preso a um cabo de aço, aproveitando todo aquele visual incrível de cima. O frio na barriga é certo, mas tudo é feito com a maior segurança e a aventura é indicada para toda a família.

Voe de parapente na Via Costeira

A Via Costeira de Natal é “massa” e, sem dúvidas, surpreende todos os turistas que visitam a cidade. No entanto, vista de cima, é ainda mais espetacular. E isso é possível por meio de um dos passeios mais emocionantes que a cidade oferece: o voo livre de parapente.

E aí, tem coragem? Se for por falta de incentivo, fique sabendo que, além de vislumbrar todo o litoral, com todas aquelas cores, você ainda vai poder admirar o principal cartão-postal da cidade, o Morro do Careca, de um ângulo muito diferente. Um passeio danado de bom!

Faça kitesurf em São Miguel do Gostoso

A prática do kitesurf já é uma marca registrada do ecoturismo em Natal. E, por isso, é um passeio obrigatório para quem visita a cidade e quer aproveitar os seus atrativos de uma forma diferente. Não pense que se trata de um esporte só para atletas, já que seu aprendizado é fácil e rápido, além de ser muito divertido.

Em pouco tempo, você vai conseguir se equilibrar na prancha e pode ter certeza que os primeiros tombos na água não serão nem um pouco ruins. Destaque para a praia de São Miguel do Gostoso.

Desbrave a Mata Estrela a pé

A trilha da Mata Estrela, em Baia Formosa, é mais uma dica imperdível para quem procura atividades de ecoturismo em Natal. Localizada em uma enorme área de preservação ambiental, essa caminhada proporciona ao turista um passeio incrível entre lagoas, florestas e dunas de cair o queixo. A duração pode variar entre duas e cinco horas, a depender do seu ritmo e disposição.

Essas foram algumas das infinitas dicas sobre ecoturismo em Natal. Sem dúvida, a cidade oferece uma enorme gama de atividades para quem é apaixonado pela natureza e por aventura. Informe-se mais por esses e outros passeios em seu hotel e aproveite cada momento no paraíso.

Curtiu o post? Quer saber mais sobre o que fazer em Natal? Confira também  5 pontos turísticos imperdíveis na capital do Rio Grande do Norte.

Praia do Cotovelo: conheça e saiba como chegar!

O litoral sul é um dos cantinhos mais belos e especiais para quem visita Natal: são atrativos para todos os lados. Um deles (mais que imperdível) é a famosa Praia do Cotovelo. Esse paraíso esconde um cenário cinematográfico, com águas claras e calmas, além de uma enorme parede de falésias, o que proporciona uma vista surpreendente.

Se você pretende visitar o Rio Grande do Norte, espia só as dicas que separamos neste post. Afinal, a Praia do Cotovelo é parada obrigatória em qualquer roteiro turístico no estado. Quer conferir um pouquinho desse lugar? Se achegue mais e conheça um dos mais belos cartões-postais de Natal.

Como é a estrutura da Praia do Cotovelo?

A praia do cotovelo apresenta poucas ondas, uma faixa de areia extensa e suas incríveis falésias que rodeiam toda a sua extensão, além de dunas clarinhas — um verdadeiro paraíso para os olhos dos turistas que visitam a praia. Além de toda a beleza natural que cerca a região, o local tem uma infinidade de coisas legais para toda a família.

O banho de mar é recomendado para todas as idades, já que suas águas são calmas e com temperaturas perfeitas para passar o dia inteiro — ideal para a criançada brincar sem preocupações. Leve alguns brinquedos de praia e a diversão está garantida.

Para comer, há duas excelentes opções: o restaurante Barramares oferece pratos típicos do Rio Grande do Norte, além da famosa caranguejada de dar água na boca; perto dali, também tem o restaurante Falésias, com um cardápio mais elaborado, à la carte, e igualmente delicioso. Além desses, é possível pedir algo rápido em uma das barracas que servem porções e sanduíches. De bucho vazio, ninguém fica!

Em relação à hospedagem, a Praia do Cotovelo apresenta poucas opções de hotéis e pousadas, o que não é nenhum problema, já que a cidade fica bem próxima à Natal. Desta forma, o recomendado é escolher um estabelecimento na capital, com muito mais conforto e serviços e sem dificuldades para se locomover.

Como chegar na Praia do Cotovelo?

A Praia do Cotovelo fica, aproximadamente, a 10 km de distância de Natal. O caminho é feito seguindo a Rota do Sol, partindo da Praia de Ponta Negra, sentido de Pirangi, onde fica localizado um dos maiores cajueiros do mundo. Sem dúvidas, outra atração imperdível da região.

O caminho é pavimentado e muito bem sinalizado. Se não estiver de carro, se informe na recepção do hotel sobre os serviços de passeios disponíveis. Tudo é muito fácil de chegar e, se quiser fazer um roteiro ainda mais completo, poderá visitar outros atrativos no caminho, como a Barreira do Inferno e sua base de lançamentos de foguetes e a Feirinha de Frutas de Pium.

Essas foram algumas dicas para quem vai ao Rio Grande do Norte e visitará a Praia do Cotovelo, um dos lugares mais incríveis de todo o estado. Sem dúvidas, um passeio arretado para ninguém da família colocar defeito.

Curtiu o post? Você quer conhecer mais curiosidades do Rio Grande do Norte e de todo o Nordeste? Então não deixe de seguir nossa página do Facebook. Lá, sempre compartilhamos as melhores dicas!

Receita típica potiguar: a ginga com tapioca!

Que o Rio Grande do Norte é um destino de muitas cores e sabores, isso ninguém duvida. Mas, no meio de tantos pratos típicos, tem um especial que todo potiguar tem orgulho de preparar: a ginga com tapioca.

Se você não conhece ainda, pode se preparar para se deliciar com essa maravilhosa mistura e incluí-la em seu próximo roteiro pelo estado. Mas, antes de provar, a gente separou algumas curiosidades bem legais para você conhecer e saber tudo sobre essa delícia. Quer conferir? Continue a leitura e bom apetite!

Mas o que é a ginga?

Você provavelmente já ouviu falar sobre manjuba ou manjubinha. Aqueles peixinhos bem pequenos que são comidos, geralmente, fritos ou assados. Com perto de 15 centímetros de tamanho, são servidos inteiros, também. A ginga é, exatamente, a mesma espécie de peixe, porém, ganha esse nome em determinadas regiões do Nordeste, incluindo o Rio Grande do Norte.

Se você já comeu, deve saber que é uma delícia e, se ainda não provou, não sabe o que está perdendo. Mas, agora que você conhece qual peixe é, deve estar se perguntando, afinal, como é o prato ginga com tapioca. É exatamente isso que mostraremos nos próximos tópicos. Saiba mais!

E a tapioca, onde entra nessa história?

Como explicamos, a ginga é a famosa manjubinha, que é servida em diversos lugares do Brasil, geralmente em porções. Mas, acompanhado da tapioca, só no Rio Grande do Norte. Se achar esse prato em outro estado, pode ter certeza que é imitação.

Tanto é que o prato se tornou patrimônio imaterial da cidade de Natal e é motivo de orgulho para todos os potiguares. A combinação é tão perfeita quanto arroz e feijão e os nutrientes, tanto do peixe como da tapioca, fazem do prato uma verdadeira fonte de energia, apesar de um pouco calórico.

Como preparar a ginga com tapioca?

A receita para preparar a ginga com tapioca é extremamente simples. No entanto, é preciso cuidado apenas na hora de fritar o peixe. A ginga precisa ser tratada e limpa como qualquer outra espécie. O recomendável é despejar pequenas quantidades do peixinho no azeite de dendê bem quente. Por ser pequeno, o tempo de fritura é bem rápido e você deve retirar logo que dourar e ficar crocante.

Já para a tapioca, o ideal é usar uma frigideira sem ondulações para ficar bem lisinha. Adicione a goma em fogo baixo e deixe cozinhar até virar uma espécie de panqueca. Vire de lado e adicione sal a gosto. Como o peixe já é frito, não há a necessidade de passar manteiga. Recheie com uma quantidade boa e sua ginga com tapioca esta pronta!

Essas foram algumas dicas sobre esse prato típico do Rio Grande do Norte. Sem dúvidas, a ginga com tapioca é uma das delícias imperdíveis que você vai encontrar em seu passeio por um dos estados mais lindos de toda a região Nordeste. Aproveite!

Curtiu o post? Já conhecia a ginga com tapioca? Conhece algum outro prato típico nordestino que não pode faltar no roteiro de todo viajante? Deixe suas dicas e sugestões nos comentários e compartilhe conosco.

Quer descansar da cidade? Saiba 5 motivos para ir a praia

Ir para a praia é a atividade preferida de muita gente. Tomar um bom banho de mar, curtir o sol com os amigos e familiares, conhecer novos lugares, relaxar das responsabilidades do dia a dia e muito mais: o que não faltam são motivos para fugir da cidade grande e passar alguns dias na praia.

Além de ser muito divertido, esse hábito ainda pode trazer diversos benefícios, entre eles a melhora da qualidade de vida e da saúde como um todo. Quer saber mais? Continue a leitura!

1. Descansar de verdade

Tirar um tempo de descanso da rotina atribulada é essencial para quem busca qualidade de vida. Muitas vezes, um final de semana na cidade grande não é suficiente para que seja possível se desligar das preocupações e responsabilidades acumuladas.

Por isso, ir para a praia é uma forma de aliviar a pressão e descansar de verdade. Se possível, desligue o celular por um tempo e experimente viver o momento, sem preocupações. Você logo perceberá que essa prática é muito renovadora!

2. Entrar em contato com a natureza

Na praia, é possível entrar em contato com a natureza de diversas maneiras. Seja com o mar ou com o Sol, no litoral parece que o tempo passa mais devagar e os elementos naturais tomam conta da paisagem.

3. Viver experiências diferentes

Quando saímos da cidade em que vivemos, entramos em contato com a oportunidade de conhecer novos lugares e principalmente de vivenciar experiências únicas. Por isso, ao escolher o seu destino de viagem, dê preferência às cidades praianas que ofereçam opções de lazer variadas, sejam elas passeios turísticos exóticos ou bons restaurantes.

4. Aproveitar a família e os amigos

Na correria do dia a dia, muitas vezes deixamos de aproveitar a companhia das pessoas que amamos. Dessa forma, o relacionamento com nossa família e nossos amigos pode ficar em segundo plano. Por isso é importante tirar um tempo especial para viver momentos agradáveis e estreitar esses laços.

E quer lugar melhor para fazer isso do que à beira-mar? Ir para a praia pode proporcionar experiências incríveis e criar memórias felizes que vão durar por muitos anos para toda a família!

5. Garantir mais saúde e qualidade de vida

Existem diversos estudos científicos que apontam a relação entre descanso e proximidade com a natureza com saúde e qualidade de vida. Mais do que isso, muitos especialistas ainda defendem que a água do mar tem propriedades medicinais e relaxantes. Como o fortalecimento do sistema imunológico e a neutralização das cargas negativas.

Por isso, ao ir para a praia, você ainda pode buscar por uma hospedagem que seja bem próxima à costa e aproveitar desses benefícios até mesmo quando estiver dormindo! Se você ainda estava em dúvidas sobre o próximo destino das suas férias. Então é hora de fazer as malas e correr para a praia!

Com certeza, os benefícios de ir para a praia são muitos e não param por aí. Então que tal dividir essas informações com seus amigos? Compartilhe este artigo em suas redes sociais!