Category

Natal

Category

Saiba o que fazer para curtir bem a noite em Natal

O que fazer em a noite em Natal? A vida noturna de Natal oferece muitas opções interessantes para os turistas. Na praia de Ponta Negra, por exemplo, uma das mais movimentadas depois do pôr do sol, acontece o Forró com Turista, atração famosa da cidade.

Neste post, listamos algumas opções gastronômicas e de entretenimento para você não deixar de aproveitar a noite quando visitar a cidade. Confira!

Centro de Turismo

Se Ponta Negra já é uma das praias preferidas dos turistas para passar o dia em Natal, durante a noite, ela é ainda mais popular. Pois oferece a maior variedade de opções de entretenimento da cidade. É nessa praia que fica o Centro de Turismo. Local que já foi uma prisão e hoje funciona como centro cultural.

Durante o dia, o local fica repleto de lojas de artesanato, por isso, é um dos melhores lugares para fazer compras na cidade, com oferta de peças de decoração, redes e roupas. Já durante a noite, o Centro de Turismo oferece opções de restaurantes, bares e música ao vivo, tornando-se uma ótima opção de passeio durante a noite em Natal.

Forró com Turista

Todas as quintas-feiras o Centro de Turismo recebe o Forró com Turista, evento realizado desde 1987 na noite potiguar. Ao som de muito forró, xote, baião e xaxado, o evento reúne o público com 12 professores de dança. O objetivo dos professores é interagir com a galera e ensinar um pouco do tradicional forró pé de serra para quem não conhece. Aproveite essa oportunidade, a diversão é garantida!

Taverna Pub

Entre os estabelecimentos de Ponta Negra que são destaque na vida da noite em Natal está o Taverna Pub. Com arquitetura medieval, que lembra um castelo, o pub faz parte da história de Natal desde 1997. Com capacidade para receber 500 pessoas, a casa conta com atrações ao vivo e com uma programação musical variada que vai do rock ao xote, passando pelo eletrônico.

Rua Chile

No início do século XX, a Rua Chile tinha prédios comerciais, grandes armazéns e era um dos locais por onde circulavam bondes. Hoje, a área faz parte da Zona de Preservação Histórica de Natal e é famosa entre os jovens como um dos destinos mais procurados por quem quer assistir a shows ou frequentar espaços culturais.

Cheia de casarões, a rua fica no bairro do Ribeira e recebe muitos dos eventos realizados na cidade. Aproveite sua estadia em Natal e se informe sobre a programação noturna do local.

Old Five

Depois de curtir um dia de praia, que tal um happy hour com vista para o mar para relaxar? Essa é a proposta do Old Five, casa especializada em frutos do mar que fica aos pés do Morro do Careca, na praia de Ponta Negra.

O restaurante tem um clima muito bacana. A varanda, por exemplo, é decorada com cadeiras de vime, mesas com ombrelones enfeitados com luzes e muita vegetação. Pontos que dão um ar leve e praiano ao local. Também há cadeiras na beira do mar, para quem quer viver essa experiência com os pés na água. Vale a pena visitar o local.

Se você estava em dúvida sobre o que fazer de noite em Natal, basta escolher entre as opções que apresentamos. E finalmente, preparar-se para curtir a noite potiguar! Isso porque Ponta Negra oferece ótimas opções tanto para quem busca conhecer a gastronomia local quanto para quem quer dançar. Seja para curtir um happy hour ou fazer passeios culturais, você vai encontrar diversão aqui.

Tem outras sugestões de passeio na noite de Natal? Deixe um comentário aqui no post e conte para a gente!

Afinal, o que você precisa saber antes de uma viagem para Natal?

Na hora de tirar um período de férias em uma cidade de praias paradisíacas e com várias opções de lazer, uma viagem para Natal deve estar no topo da lista. A cidade tem diversas opções de entretenimento e algumas das paisagens mais bonitas de todo o país.

Para que o passeio seja ainda mais divertido, é importante saber algumas informações sobre a cidade antes de fazer as malas. Confira abaixo!

Um pouco sobre a cidade

Natal é a capital do Rio Grande do Norte, um dos estados mais altos do Nordeste. Toda a região tem belezas naturais riquíssimas, então pode ser uma boa ideia alugar um carro ou contratar um serviço de bugue para poder visitar as cidades e os povoados vizinhos durante uma viagem para Natal. Confira as nossas dicas de hoje para montar o seu roteiro de viagem!

Quando ir a Natal

O clima tropical, quente e úmido de Natal faz com que as temperaturas estejam elevadas durante praticamente o ano inteiro. A estação chuvosa é de maio a julho, quando as pancadas de água podem ser bem intensas, porém rápidas.

A melhor época para conhecer a cidade é entre setembro e março, quando o sol está a pino e o tempo bem aberto. Na baixa temporada, é possível encontrar preços mais atrativos e praias mais vazias.

O que fazer por lá

Praias

As praias e belezas naturais são os principais motivos que levam os turistas à Natal. A praia de Ponta Negra, com o Morro do Careca, é o cartão-postal mais conhecido da capital potiguar, mas as opções vão muito além. Veja algumas:

Maracajaú

A 55 km de Natal, essa praia encanta por suas formações de recifes naturais. A riqueza da biodiversidade marítima inclui espécies como budiões, baiacus, polvos e moreias, fazendo desse lugar um ponto perfeito para o mergulho!

Lagoa do Carcará

Essa atração é recomendada para os aventureiros mais experientes. A 43 km de Natal, o acesso pode ser um pouco difícil, mas tudo é recompensado ao chegar ao local de areias brancas e águas cristalinas.

Genipabu e Litoral Norte

Para quem procura diversão, esse é o passeio ideal. Trilhas de bugue, “esquibunda”, tirolesa e até viagens de dromedário estão no pacote. No itinerário, é possível incluir ainda uma visita ao Aquário de Natal, onde diversas espécies marítimas podem ser admiradas.

Vida noturna e restaurantes

A culinária potiguar é uma atração à parte em uma viagem para Natal. Nas feiras regionais e nos restaurantes da cidade, é indispensável se deliciar com alguns dos pratos típicos da cidade. Feijão verde, paçoca de carne, caranguejada e outras iguarias vão proporcionar uma experiência única!

Onde se hospedar

A escolha da hospedagem tem grande influência no sucesso da viagem. O ideal é encontrar um lugar que una conforto, lazer e boa comida e seja de fácil acesso. Optar por um hotel ou uma pousada bem na Via Costeira pode ser uma forma de poupar tempo e curtir ainda mais a viagem para Natal.

Que tal aproveitar para conhecer o Imirá Plaza? Oferecemos uma experiência única a poucos minutos da praia, com muito conforto e uma estrutura de lazer imperdível. Entre em contato conosco e agende sua viagem para Natal!

Por que optar pelos hotéis da Via Costeira em Natal?

Se você pretende conhecer a capital potiguar, é provável que esteja pesquisando hotéis da Via Costeira em Natal. Via Costeira é o nome como popularmente é conhecida a Avenida Senador Dinarte Mariz.

Localizada na capital do Rio Grande do Norte, ela chama a atenção de quem passa no local pela sua beleza e extensão: são cerca de 10 km de estrada à beira-mar que liga a zona sul à zona leste de Natal. Além disso, a avenida é via de acesso para várias praias da região. Nesse post, falaremos sobre essas e outras características da Via Costeira. Confira:

Parque Estadual das Dunas de Natal

Ao longo da Via Costeira, do lado oposto à praia, é possível observar muitas dunas e vegetação. Elas pertencem ao Parque Estadual das Dunas de Natal e completam o visual da avenida: mar de um lado, dunas do outro. A área é muito procurada por pesquisadores, que desenvolvem projetos de manutenção e análises da biosfera local.

Também chamado de Bosque dos Namorados, o parque conta com um Centro de Visitantes que oferece orientações sobre as atividades do local, auditório, sala de exposição, lanchonete e uma biblioteca especializada em meio ambiente.

O parque também conta com 3 trilhas que podem ser feitas pelos visitantes para apreciar a flora e a fauna local:

  • Trilha Perobinha: 800 metros extensão, com duração aproximada de 40 minutos. Inclusive, é  recomendada para crianças a partir de 5 anos e adultos sedentários;
  • Trilha Peroba: 2.400 metros de extensão, duração aproximada de 1h e 30 minutos, recomendada para adolescentes e adultos;
  • Trilha Ubaia-Doce: 4.400 metros de extensão, duração aproximada de 2h e 30 minutos, recomendada para pessoas com preparo físico.

Sol e praia

A Via Costeira é a continuação da Praia da Mãe Luiza e da Praia de Ponta Negra, regiões litorâneas populares de Natal. Toda a extensão da avenida se localiza à beira-mar, ao longo da praia de mesmo nome. A região é frequentada principalmente por hóspedes locais.

Com uma faixa de areia larga e dourada, a região possui mar com ondas, principalmente quando há vento, atraindo surfistas. O local tem boa infraestrutura, com restaurantes e bares próximos.

Área Especial de Interesse Turístico

A Via Costeira faz parte da denominada Área Especial de Interesse Turístico de Natal. Isso porque ela é caracterizada pelo fluxo de turistas tanto na alta quanto na baixa temporada. Ao todo, a Área Especial de Interesse Turístico é composta por sete pontos turísticos da cidade. Contando com segurança e vigilância 24 horas: 23 câmeras monitoram a região.

Rede hoteleira

A Via Costeira de Natal é um local marcado pela presença da rede hoteleira. Uma das opções do local é o Imirá Plaza Hotel & Convention, hotel três estrelas que já possui mais de 30 anos de história. Renovado recentemente, ele tem 166 quartos e conta com espaço para convenções e eventos, cozinha especializada em pratos regionais e internacionais, além de bar molhado, piscinas, quadra de tênis, espaço fitness e espaço kids.

O hotel também tem capacidade para realizar formaturas e casamentos. E o melhor: próximo das principais praias da região, como a de Ponta Negra. Com vista única da Via Costeira, o Imirá oferece infraestrutura moderna e conforto. Por isso, é uma das melhores opções de hotéis da Via Costeira em Natal. Agora que você conhece as vantagens de se hospedar na Via Costeira, descubra os 5 pontos turísticos de Natal que você precisa visitar.

Quando ir a Natal? A melhor época do ano para você

Por ser uma cidade com muitos dias de sol, Natal atrai turistas o ano todo. A região tem altas temperaturas, baixos índices de chuva e chega a ter 300 dias de sol por ano. A temperatura média no verão fica em torno de 27ºC e, no inverno, cai para 25ºC, ou seja, dá para pegar uma praia o ano inteiro. No entanto, alguns pontos devem ser considerados para escolher quando ir a Natal. Confira nossas dicas e decida qual a melhor época de acordo com o seu perfil:

Alta temporada

A alta temporada em Natal começa no meio de dezembro e vai até o Carnaval. Nessa época, a procura por hospedagem é mais alta, a cidade fica mais cheia e, com o aumento da demanda, os preços sobem. Ou seja, quem vai para Natal nessa época paga um pouco mais caro pela viagem e encontra a cidade com bastantes turistas.

Assim como boa parte dos destinos turísticos nacionais, Natal também recebe muitos turistas nos feriados, que buscam aproveitar os dias de folga com um pouco de sol e mar.

Baixa temporada

O nordeste tem a vantagem de oferecer calor o ano inteiro, por isso, mesmo na baixa temporada, é muito comum encontrar turistas nas praias. Para quem deseja viajar com crianças, por exemplo, é uma estratégia interessante fazê-lo fora da temporada: a viagem em família sai mais barata e, com as praias menos lotadas, fica mais tranquilo cuidar das crianças na faixa de areia.

Além disso, mesmo na estação chuvosa, não é comum Natal ter vários dias de chuva seguidos. O que certamente, incentiva os turistas.

Carnatal

O Carnatal é um evento que atrai muitos visitantes para Natal. Afinal, nessa época, é organizado na cidade, um dos maiores carnavais fora de época do país. Com muitas atrações de peso, como Ivete Sangalo, Cláudia Leitte e Wesley Safadão, que marcaram presença no festival nos últimos anos.

Organizado geralmente entre o final de novembro e o começo de dezembro, o Carnatal é uma época interessante para visitar a cidade se você deseja ir a shows e curtir uma boa micareta.

Chuvas

As chuvas são um fator a se considerar se você está decidindo quando ir a Natal. O clima da região tem duas estações: uma seca e uma chuvosa. Os meses mais chuvosos começam em fevereiro e vão até agosto. Já os meses mais secos vão de setembro a janeiro.

Historicamente, chove pouco, menos de 50 mm mensais, entre setembro e janeiro. A precipitação média em fevereiro fica abaixo de 100 mm. Então, apesar de ser o mês em que começa a estação chuvosa, ainda não chove muito.

Já em março, a precipitação média é de cerca de 200 mm e, de abril a junho, chove, em geral, entre 250 e 300 mm por mês.

A temperatura da água do mar não varia muito. É de, em média, 26 graus na estação chuvosa e de 28 na estação seca.

Festas juninas

Outra época interessante para os turistas é o mês de junho. Pois é período em que se realizam as festas juninas no Nordeste. Típicas da região, as festividades acontecem em Natal com foco na cultura regional.

Nos últimos anos, por exemplo, a cidade organizou o São João de Natal, o Arraiá do Outro Par, o Festival Gastronômico Junino e o Festival de Quadrilhas Juninas. Confira o cronograma de festas e aproveite.

Quando ir a Natal? A melhor época do ano para visitar Natal depende do que você procura nas suas férias. Sol e mar, a cidade oferece durante o ano todo. Cabe considerar se você prefere a alta ou a baixa temporada, se deseja descansar ou curtir o agito da cidade. Gostou do nosso post? Então, assine nossa newsletter e fique por dentro das nossas postagens.

O que você precisa saber sobre o aeroporto de Natal

Destino turístico consolidado, a cidade de Natal foi uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. Esse evento foi o estopim para a inauguração do novo aeroporto de Natal: o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves.

Inaugurado oficialmente no dia 9 de junho de 2014, ele alterou um pouco a dinâmica das viagens para Natal. Por isso, vale a pena conferir como planejar uma viagem chegando por esse aeroporto. É isso que veremos neste post! Confira!

História

As primeiras desapropriações no terreno que viria a ser o Aeroporto de Natal começaram em 1996. A intenção de criar um aeroporto para o Rio Grande do Norte surgiu da necessidade de separar a aviação civil da militar. Isso se deve ao fato de o antigo aeroporto estar localizado junto à Base Aérea de Natal, no município do maior cajueiro do mundo, Parnamirim.

Apesar disso, as obras das pistas de pouso só começaram em 2009 e continuam se arrastando, até que em 2011 sua conclusão é incluída nos planos para a Copa do Mundo de 2014. Também nesse ano é publicado o edital para a concessão do aeroporto. Só a partir desse ponto o ritmo se acelera.

O consórcio Inframérica foi o vencedor do leilão e recebeu a concessão por 25 anos. Assim o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves se torna o primeiro aeroporto construído e administrado pela iniciativa privada no Brasil, sem participação da Infraero. O período do contrato já foi estendido para 28 anos, de um máximo de 30.

Curiosidades

Além da ligação com a Copa, há muitos outros fatos interessantes sobre o Aeroporto de Natal. Já foi eleito várias vezes como o melhor de sua categoria, de até 5 milhões de passageiros/ano. A Pesquisa de Satisfação do Passageiro é realizada pela Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério dos Transportes a cada três meses. Na última realizada, ele estava em segundo lugar, tendo sido ultrapassado pelo de Vitória.

Não são apenas os passageiros que saem satisfeitos do aeroporto. A Inframérica recebeu, em abril de 2018, o selo de ótima empresa para se trabalhar, concedido pela consultoria Great Place to Work. Com isso, entra para o ranking internacional de companhias mais bem avaliadas pela consultoria.

Finalmente, o Terminal de Cargas Brasil, a parte designada a voos de carga do complexo, é a maior exportadora do Nordeste, exportando mais de 5.800 toneladas de cargas ao ano. Desse total, pescados e frutas são quase tudo. Isso porque ele é o mais próximo tanto da África quanto da Europa.

Localização e capacidade

O novo Aeroporto de Natal está localizado no município de São Gonçalo do Amarante, a cerca de 30 quilômetros dos resorts da Via Costeira. A estimativa da ANAC era de que o consórcio teria que investir cerca de R$ 650 milhões para operar e construir os terminais.

A previsão de movimento de passageiros no terminal era de 3 milhões de passageiros em 2014. Com o investimento, era esperado que recebesse 4,7 milhões de pessoas em 2020 e cerca de 7,9 milhões em 2030.

Entretanto, aeroporto foi entregue com 7 meses de antecedência, já com capacidade para atender 6 milhões de pessoas e um estacionamento com capacidade para 1.500 veículos. De acordo com o site da Infraero, as expectativas atualizadas são de 11 milhões ao ano em 2038.

Hoje, o Aluízio Alves oferece voos para os principais aeroportos brasileiros pelas companhias Avianca, Azul, Gol e Latam, assim como voos diretos para Lisboa pela TAP Portugal e para Buenos Aires, pela Gol. Mas há planos para expansão, ainda mais devido a sua posição geográfica privilegiada.

Translado

Por melhor que seja o aeroporto, ele é apenas um local de passagem. Existem várias formas de se deslocar do aeroporto até o Centro de Natal ou até a Via Costeira. As mais comuns são táxi, Uber, van, ônibus e carro. Confira como funciona cada uma para escolher a que se adequada melhor para a sua viagem.

Carro

Três trajetos são possíveis para quem sai do aeroporto de Natal em direção às áreas turísticas, levando entre 50 e 90 minutos, em média. Existem 5 empresas que oferecem aluguel de carros atuando no momento na localidade. As diárias variam de R$ 60 por um caro econômico à cerca de R$ 250 por uma pick-up.

Táxi

Um táxi para a Via Costeira custa cerca de R$ 100, para até 4 passageiros. Você pode optar por contratar o serviço com a Coopcon (Cooperativa dos Condutores de São Gonçalo do Amarante), que atende os passageiros do aeroporto. Também pode ir até a área de desembarque e pegar um táxi pelo taxímetro.

Uber

O Uber opera em Natal desde 2016, e os usuários do serviço podem ir do aeroporto até a Via Costeira por cerca de R$ 60 pelo UberX ou R$ 80 pelo Uber Select. Para isso, devem se dirigir à saída do desembarque para encontrar com o motorista.

Van

Ainda é possível contratar uma van para ir do aeroporto até a Via Costeira. Nesse caso, a saída das vans é coordenada para acontecer logo após a chegada dos voos. Não é necessário fazer reserva, e o valor do translado é de cerca de R$ 30 por pessoa.

Ônibus

De hora em hora, a linha R da empresa Trampolim da Vitória atende os passageiros que desembarcam no aeroporto de Natal. O ônibus vai até o Shopping Midway Mall — de lá, é necessário pegar outro ônibus ou um táxi para chegar à Via Costeira.

Para usar o transporte público da cidade, baixe o app Cittamobi e confira as linhas e previsões em tempo real sobre os horários dos próximos ônibus.

Então, se você pretende conhecer Natal, basta escolher a sua forma de translado entre o aeroporto e o seu destino — considerando que o ônibus e o táxi no taxímetro, em geral, são opções menos seguras, ainda mais se você está viajando com a família.

Se você pretende alugar um veículo, seja na alta ou na baixa temporada, é importante reservá-lo com antecedência. Lembre-se de conferir quais são os termos da locação e o que é coberto pelo seguro. Evite possíveis problemas para poder aproveitar ao máximo sua estadia na cidade.

O custo-benefício vai depender do número de pessoas com quem você planeja viajar. Se você for sozinho, a van pode ser a melhor opção. Se você vai acompanhado por uma ou mais pessoas, o Uber ou o táxi podem sair mais baratos.

Possibilidades

Natal é considerada um polo gastronômico e uma das cidades mais ensolaradas do país, com cerca de 300 dias de sol por ano. O sol e a temperatura média de 26 graus contribuem para que as praias, natureza e dunas de Natal sejam apreciadas pelos 2 milhões de turistas que visitam a cidade anualmente.

O Aeroporto de Natal é apenas o ponto de chegada na sua viagem e, como vimos, não poderia deixar uma melhor impressão. Um dos melhores do Brasil, até seus funcionários saem dali satisfeitos.

Se você chegou aqui porque está pensando em viajar para Natal, assine nossa newsletter! Assim você vai receber, direto na sua caixa de e-mail, todas as informações para fazer uma viagem inesquecível!

 

 

Como é a baixa temporada em Natal? Descubra aqui!

O período de baixa temporada em Natal vai de abril a junho e de agosto a novembro. Como não são férias escolares e nem verão, a procura pela região diminui. No entanto, se comparado a outras épocas, você poderá economizar, em alguns casos, até 50% em sua viagem.

Então, se você tem pensado em tirar um tempo de folga para relaxar em uma região litorânea, que tal aproveitar a oportunidade para conhecer Natal nesse período?

Continue a leitura e confira tudo o que a cidade oferece para fazer a sua viagem ser inesquecível!

Clima

Ao se planejar para visitar Natal, esse é um quesito com o qual você não precisa se preocupar. Por possuir um clima tropical úmido e quente, aqui faz sol o ano inteiro e chove bem pouco. No verão, a temperatura gira em torno de 27º C e, no inverno, chega a 25º C. Notou a diferença? A temperatura na cidade quase não oscila.

Na região, o sol nasce e se põe mais cedo do que no resto do país, mesmo no inverno. Não é à toa que Natal é conhecida como a “Cidade do Sol”. Porém, apesar do sol forte, a brisa do mar ajuda a deixar a temperatura mais agradável. Então, o clima não é desculpa para não visitar Natal na baixa temporada.

Hospedagem

Como a cidade é turística, os hotéis estão preparados para recebê-lo em qualquer época do ano. Contudo, especialmente na baixa temporada, você pode economizar até 37% com hospedagem.

Os hotéis priorizam baixar o valor da diária e, até mesmo, fazer promoções ou pacotes, a fim de receber os turistas. Ótima oportunidade para você relaxar naquele hotel à beira-mar e com todas as comodidades necessárias para fazer, da sua viagem, o melhor momento em família. Nesse sentido, não deixe de consultar os valores do Imirá Plaza Hotel, que é uma excelente opção de hospedagem na cidade.

Passeios

A cidade também oferece diversos passeios para você conhecer o lugar. O mais conhecido é o de bugue. Nele, você vai percorrer areias, dunas e explorar as mais belas praias da região. É só escolher: litoral norte ou sul, com emoção ou sem emoção!

Se quiser vislumbrar lugares paradisíacos, considere fazer um passeio para as praias de Genipabu e da Pipa. Para os amantes de mergulho, a região de Maracajaú oferece os mais belos cenários marinhos.

Gastronomia

A cozinha potiguar possui, entre as suas especialidades, cardápios recheados de frutos do mar e pratos regionais diversificados, todos muito bem servidos. A capital, por sua vez, oferece boas opções de restaurantes, sendo que a maioria se concentra na região de Ponta Negra, na Via Costeira e na Lagoa Nova.

Na baixa temporada em Natal, os restaurantes ficam menos movimentados. Assim, você terá mais tranquilidade para apreciar os deliciosos camarões potiguares que enchem os olhos de qualquer um. Vale a pena, também, experimentar a carne de sol e o famoso arroz de leite.

Principais atrações

Se você quiser se concentrar nos pontos turísticos da cidade, o ideal é programar um city tour. Você terá a oportunidade de conhecer o Forte dos Reis Magos, o centro histórico, o aquário e visitar o maior cajueiro do mundo.

Prepare-se também para conhecer o cartão-postal de Natal, a bela duna do Morro do Careca, que fica localizado na praia de Ponta Negra. De lá, você poderá apreciar um belo pôr do sol. Parada obrigatória para quem visita a cidade.

A baixa temporada em Natal é uma excelente oportunidade para conhecer com calma a região. Longe dos agitos do verão, você poderá descansar e relaxar próximo ao mar. Com certeza, é o tipo de viagem que reserva muita diversão para toda a família!

Agora que você já sabe como é a baixa temporada em Natal, aproveite para entrar em contato conosco e conhecer os nossos serviços. Será um enorme prazer atendê-lo!

Paraíso nordestino: as 6 praias mais bonitas de Natal

Dunas de areia branca que parecem não ter fim, falésias imponentes, águas quentes e cristalinas e muito mais. Esses são apenas alguns pontos que compõem os cenários paradisíacos das Praias de Natal, uma das capitais mais bonitas do país.

Repleta de praias incríveis, a capital do Rio Grande do Norte é o destino ideal para as suas próximas férias. Quer conhecer algumas delas? Continue a leitura e veja a nossa seleção!

1. São Miguel do Gostoso

Próximo a Natal, aproximadamente 100 km, é possível encontrar um verdadeiro refúgio natural. São Miguel do Gostoso, uma pequena vila de pescadores, é o destino ideal para quem quer relaxar e apreciar as belezas naturais.  As areias limpas, quase desertas e as águas cristalinas ainda são agraciadas com bons ventos, ideais par a prática de esportes de aventura.

2. Galinhos

Para chegar até a desconhecida Galinhos, é preciso navegar por cerca de 10 minutos após percorrer os 170 km de distância entre a vila e a capital potiguar. Isso porque o acesso de carros é restrito no vilarejo, que ainda guarda um certo ar de encantamento, longe do grande fluxo de turistas.

Além das águas calmas e quentes do mar de Galinhos, também é possível se banhar no rio Aratuá. Em Galinhos, os mangues e dunas compõem a paisagem paradisíaca!

3. Praia do Cotovelo

No município de Parnamirim, a praia de Cotovelo é o destino ideal para quem quer relaxar. A uma distância de, aproximadamente, 20 km do centro de Natal, a praia é um verdadeiro paraíso natural, bem calmo e tranquilo.

Mesmo com a fama de deserta, a Praia do Cotovelo oferece algumas boas opções de restaurante na orla, o que é ideal para quem quer aproveitar um dia inteiro de sol. Lá, é impossível não se encantar pelas falésias coloridas que compõem a paisagem da praia!

4. Praia do Forte

A praia recebe esse nome por ser a casa do Forte dos Reis Magos, um ponto histórico e turístico bastante visitado. A maré baixa forma piscinas naturais incríveis, ideais para relaxar enquanto bebe uma água de coco geladinha e aprecia a paisagem.

Na alta temporada, a faixa de areia dourada abriga turistas de todo o país, mas sem perder o clima relaxante. Além disso, a Praia do Forte também é agraciada com bons ventos que formam o cenário propício para a prática de windsurf e atraem vários atletas do estilo.

5. Barra do Cunhaú

Ao apreciar a vista de Barra do Cunhaú, a sensação é a de que estamos observando um cenário de filme. É nesse lugar, ainda pouco conhecido pelo turismo de massa, que o Rio Cunhaú encontra as águas salgadas do mar. O encontro do rio com o mar na chamada “boca da barra” junto aos coqueirais compõe uma bela paisagem.

A apenas 72 km de Natal, o destino é o lugar certo para os amantes de esportes de aventura, como kitesurf e windsurf. Lá, a preservação ambiental também é um valor importante, principalmente devido aos diversos mangues, berçários naturais de muitas espécies de animais.

6. Praia de Pirangi do Norte

Você já deve ter ouvido falar que o maior cajueiro do mundo fica em Natal. Na verdade, a atração fica a poucos quilômetros, no município de Parnamirim, vizinho à capital do RN. Lá, além de admirar essa árvore icônica, você vai poder curtir um dia delicioso na praia.

O mar da praia de Pirangi do Norte é bem manso, ideal para quem gosta de nadar sem preocupações e aproveitar um bom banho de água salgada!

As praias de Natal estão entre as mais bonitas de todo o país. Além de serem repletas de belezas naturais, elas ainda contam com toda a infraestrutura da região, com bons restaurantes e hotéis confortáveis. Quer conhecer um pouco mais sobre a cidade? Confira o nosso artigo sobre o turismo em Natal!

Viajando para Natal: 5 coisas que você precisa fazer na cidade!

Entre os principais destinos turísticos do Brasil, podemos dizer que Natal é fantástica. São tantas opções de roteiros que pensar o que fazer em Natal chega a ser uma tarefa difícil. Tem muita coisa boa!

A cidade, que se preparou ao longo das últimas décadas para o crescimento do turismo na região, conta com uma ótima estrutura de hotéis e atendimento excelente, além de um povo bastante hospitaleiro.

No entanto, se você ainda não conhece os principais atrativos da capital do Rio Grande do Norte, vamos listar a seguir 5 opções de coisas para fazer na cidade. Confira!

1. Desfrute da Praia de Ponta Negra

Num dos melhores bairros da cidade, a praia de Ponta Negra é uma visita clássica de Natal. Nesse passeio, é possível aproveitar o mar em uma praia cheia de comodidade. São bares, quiosques e uma estrutura ótima para relaxar.

Isso sem falar da incrível visão do Morro do Careca — a duna mais simbólica de Natal. Pertinho da praia, você encontra os melhores lugares para sua estada, com opções para todos os bolsos. A Praia de Ponta Negra é ideal para dar a partida na sua visita aos pontos turísticos da cidade.

2. Embarque nos bugues

Para subir as maravilhosas dunas você vai precisar de um bugue! Aliás, esses veículos são a cara de Natal. No entanto, escolha um que tenha permissão da prefeitura e dos órgãos de turismo, certo?

Normalmente, existem passeios com o percurso já pronto e que podem durar um dia inteiro, com passagem por várias dunas, lagos e até 9 praias. Essa é a melhor forma de visitar diversos cartões-postais da cidade de uma só vez.

No programa, dá para ter a melhor visão da cidade pelas dunas de Genipabu, fazer tirolesa e sentir a adrenalina na veia, principalmente se você pedir o passeio com emoção, quando os bugues vão a todo vapor.

3. Conheça o maior cajueiro do mundo

Como se não bastassem pontos turísticos de respeito, o maior cajueiro do mundo está em Natal. Esse é um passeio muito gostoso. Em Pirangi, é possível ver toda a imponência dessa árvore e seus galhos que chegam a ocupar o espaço de um campo de futebol.

O cajueiro tem uma mutação genética que o fez crescer de uma forma impressionante. Ele gera cerca de 70 mil frutos a cada ano e lá se pode comprar de tudo com caju: doces, sucos e até cachaça.

4. Suba num dromedário

Não é preciso ir para fora do país para subir num dromedário. Em Natal, existem serviços que você pode andar nas dunas em cima de um desses animais, desfrutando de uma visão mais ampla de todo o cenário deslumbrante.

Dá para se sentir num legítimo deserto e, se você ainda não foi ao Egito, não hesite em simular a sensação com um dromedário em Natal. Basta ir até as dunas de Genipabu. É diversão na certa!

5. Explore o Aquário de Natal

No caminho para Genipabu, se encontra o Aquário de Natal. É uma ótima pedida para a criançada e depois de um bom passeio nas dunas.

Lá, você pode tocar em um tubarão lixa, encontrar diversos tipos de peixes de mar e de rio, além de se divertir com tartarugas, pinguins, hipopótamos e, se tiver coragem, mergulhar num tanque com tubarões. Claro, tudo sem o menor risco!

E aí, viu como tem muito o que fazer em Natal? Uma cidade deslumbrante e com um povo acolhedor, que segue como um destino turístico essencial para aproveitar o que há de melhor no Brasil.

Se você gostou do nosso post, curta agora mesmo nossa página no Facebook para não perder nada!

4 razões para você conhecer Natal-RN: um lugar único e paradisíaco

Conhecer Natal é o sonho de muitos brasileiros. Suas famosas dunas, belíssimas praias e atrações turísticas que agradam a todos os gostos fizeram da capital potiguar um dos destinos mais procurados no país.

E não é para menos! A cidade é tão incrível que não faltam razões para alguém querer conhecê-la. Duvida? Então, veja quatro motivos que farão você se apaixonar por Natal.

1. Belezas naturais

Uma das principais razões de visitar Natal são as belezas naturais. A cidade e toda a região próxima têm muito a oferecer. É impossível não se encantar por tanto lugar lindo! Confira o que você vai encontrar por lá:

Praias

A capital potiguar possui praias incríveis e que atendem a todos os gostos — desde as mais agitadas até as mais calmas e paradisíacas. A Praia de Ponta Negra é uma das mais frequentadas e é onde está localizado um dos maiores cartões postais da cidade, o Morro do Careca. Praia dos Artistas, Genipabu, Praia do Forte e Redinha também são praias bem famosas.

Dunas

As dunas são um dos principais atrativos da cidade. Além de serem paisagens deslumbrantes, elas possibilitam experiências inesquecíveis, como o passeio de buggy, de dromedário (isso mesmo, dromedário!) e muito mais.

Lagoas

Para quem não curte muito a água salgada, Natal também possui diversas lagoas. São lugares belíssimos, tranquilos e relaxantes. A mais famosa é a Lagoa de Pitangui, que possui uma excelente infraestrutura. Vale muito a pena visitar também a Lagoa de Alcaçuz e a Lagoa de Arituba.

2. Passeios e experiências diferenciadas

Passeio de Buggy

Não dá para ir a Natal e não fazer um passeio de buggy, a atração mais prestigiada da cidade. Com emoção ou sem emoção? Seja qual for a sua escolha, com certeza será uma aventura bem divertida.

O roteiro mais comum do passeio é pelo Litoral Norte, passando pelas dunas de Genipabu. Essa é uma experiência única e que vale a pena o investimento. Mas lembre-se: para sua segurança, é muito importante escolher bugueiros de confiança e credenciados, certo?

Mergulho

Outra atração imperdível é o mergulho nos Parrachos de Maracajaú, cerca de 50 km de Natal. O passeio é uma excelente oportunidade para conhecer os arrecifes de corais que ficam a 7 km da costa, uma região conhecida como “Caribe do RN”.

O maior cajueiro do mundo

Quer ver de pertinho um lugar que está no livro dos recordes? O maior cajueiro do mundo fica em Natal e é um local imperdível. A árvore é gigante, com 8,5 mil metros quadrados. Em cada safra, é possível colher cerca de 80 mil cajus. Demais, não é?

3. Povo alegre e receptivo

Os potiguares — quem nasce no Rio Grande do Norte — são famosos por sua simpatia, receptividade e carinho com os turistas. Além de um sotaque gostoso de ouvir, são pessoas que adoram conversar e fazem de tudo para que você se sinta em casa. A cultura local é muito rica e o vocabulário, bastante peculiar. Certamente você vai se encantar!

4. Culinária rica

Uma das melhores coisas em uma viagem é poder experimentar os pratos típicos de uma região. Em se tratando da culinária natalense, os frutos do mar são o carro-chefe da cidade litorânea. O camarão é uma de suas iguarias mais populares. É possível encontrá-lo a preços bastante acessíveis — já que o estado potiguar é um dos principais produtores do crustáceo do país. O caranguejo também é muito procurado pelos turistas, vale a pena experimentar!

Essas são apenas algumas das várias razões para você conhecer Natal nas próximas férias. Gostou dessas dicas? Siga nossa página no Facebook e continue por dentro das novidades!